Postagens

O prazer, o homem e seu ambiente

A diferença entre prazer e felicidade pode parecer quase imperceptível para o homem comum, mas para um sábio existe um abismo entre ambas.
Para aquele que está curtindo o prazer, é muito difícil entender o significado real da palavra felicidade, pois ele ainda está muito apegado aos falsos tesouros, que ofuscam e turvam sua vista. O brilho dos bens materiais dificulta olhar para dentro, mais difícil ainda é virar para o lado e enxergar os menos favorecidos, com quem deve compartilhar uma parte do que possui.

Jesus já chamava a nossa atenção há dois mil anos atrás, quando falou sobre a dificuldade do rico (metáfora para o homem que possui muitos benefícios materiais) entrar no reino dos céus.

O homem que vive somente para o prazer se vincula aos desejos, sensações, bens e pensamentos transitórios, irreais, ilusórios, e um dia eles acabarão ou o próprio dono se cansará, pois tudo que não é real para o espírito um dia perde a graça.

Os tesouros materiais são finitos e não perduram após …

Dor e Sofrimento

O sofrimento é consequência da resistência que a Personalidade do Homem faz em oposição à vontade de Deus, do seu eu superior, da sua individualidade.

Dores, obstáculos ou dificuldades operam de diferentes formas e tem consequências diversas, pois as dívidas cármicas, o merecimento, a evolução e outras variáveis influenciam na intensidade com que essa força se apresentará.

A natureza é abundante em exemplos: predadores, obstáculos naturais, luta pela sobrevivência, ninguém está livre do esforço diário para manutenção da vida e crescimento.

O sacrifício para um bem maior faz parte da força expansiva que se expressa em tudo que nos rodeia, basta observar que comprovará. A planta que dá o fruto saboroso e alimenta insetos, aves, animais e o homem teve que romper sua semente, aprender a retirar nutrientes do solo, administrando os elementos que lhe suprem as necessidades, mas que também castigam sua resistência, como o sol, chuva, vento e frio.

Obstáculos sempre existiram e continuarão a …

Karma - Refletindo e Compreendendo

É com muito amor e carinho que publico mais um artigo, buscando dar uma pequena contribuição aos que buscam de coração sincero o crescimento espiritual.

A introdução desse artigo será diferente dos outros, onde falo um pouco sobre o assunto que vamos explorar. Não adianta estudar o Karma se você não dedica uma pequena parcela de tempo para se conhecer. Livros tem conhecimento, experiências, informações, mas eles não tem sabedoria, isso só você poderá conquistar.

Primeira pergunta: 
Você é Feliz? Não perguntei se você é alegre, sabe a diferença entre alegria e felicidade? Você conhece o real significado da palavra Felicidade?

Segunda pergunta: 
Se você perdesse aquilo que mais dá valor, seja poder, dinheiro, status, companheiro ou companheira, etc, o que você faria? Continuaria feliz?

Última pergunta: 
Você acha que tem o controle total sobre sua vida?

Antes de ler o artigo pense sobre essas perguntas, reflita, não tenha pressa.

Buscando Explicações
Geralmente encontramos naqueles que são …

A Nova Vida para os Assassinos, Caluniadores, etc.

Imagem
Todas as pessoas que prejudicam outras, sentem um certo remorso, contudo, a grande maioria ignora essa voz interior, o impacto dela é muito pequeno, a culpa vem, mas logo o encarnado consegue se desfazer do pensamento, realizando outros atos maldosos ou continuando a sua vida.

Contudo, após a morte tudo fica diferente, não é mais uma voz interior e sim um Grito Ensurdecedor da Alma que transfere para o desencarnado toda a consciência de culpa do erro cometido. A sensação de culpa dos desencarnados é implacável, ele não consegue mais ignorar esse sentimento, já que não possui mais o corpo físico para aliviar os impactos emocionais.

Bom, podemos concluir então que aquele que prejudica alguém, no fundo, sempre se sente culpado, mesmo que não admita, e é essa culpa a brecha para todos os tipos de sofrimento que ele padecerá, enquanto continuar encarnado e também após o seu desencarne, caso não mude a sua postura.

Vamos então exemplificar no caso do assassino: Se o João mata o Pedro, Pedr…

Só no Brasil mesmo pra fazer greve em dia útil

Imagem
Tem certas coisas que só existem no Brasil mesmo. Sexta-feira vimos surgir um novo fenômeno bem brasileiro: a greve em pleno dia de trabalho. Greve, como todos sabem, é algo que se faz no feriado, pra não atrapalhar ninguém. O marido da Ana Hickmann calcula que perdeu R$ 25 mil. Vocês já viram a sala da casa dele? Aquilo precisa de 15 pessoas pra limpar. Deve tá uma nojeira.

Claro que o trabalhador pode protestar. Mas primeiro tem que pensar na sociedade. Tem que escolher um dia bom. Feriado serve pra isso: você pode ir à praia, ao sítio ou fazer greve. Vai do gosto de cada um.

Jesus, por exemplo, poderia ter nascido em qualquer dia. Mas nasceu no Natal. Por quê? Porque era feriado. Ele sabia que quando nascesse ia parar tudo, daí ele escolheu uma data em que já tá tudo parado, pra não atrapalhar o marido da Ana Hickmann. E ainda nasceu uma semana antes do Réveillon, numa época que todo o mundo já tá mais tranquilo, dá pra emendar as duas datas, ir pra Bahia. E vamos combinar que ele…

Daremos o troco nas urnas?

Na verdade, os eleitores não tem metade do poder que a população acredita. O voto, num país onde o Legislativo tem eleições indiretas, proporcionais e coligadas; O judiciário é chefiado por indicações políticas e o Executivo não tem um mecanismo que valide a rejeição dos candidatos, o voto vale quase nada. O problema do Brasil é o modelo eleitoral. Uma ilusão criada pra te fazer achar que tem algum poder, e mantém a "nobreza" no poder.

Onde estão eles?

O que chama atenção no Brasil atual não é a corrupção escancarada pela lista de Fachin baseada na delação da Odebrecht. É o fato de que aqueles que vociferavam contra a corrupção, contra o aparelhamento das instituições, que bateram panelas, que encheram as ruas sob a liderança de movimentos organizados comprados e do Pato Amarelo, terem desaparecido completamente. Onde foi parar a indignação do brasileiro, desses movimentos, da mídia ou do Judiciário? Quem disse mesmo que primeiro tiraria Dilma e depois o resto? A sangria da Lava-Jato vai sendo estancada no Congresso com apoio do governo Temer mas acabou a reação da sociedade, que age apenas sob a influência da mídia, que segundo o velho Odebrecht tem conhecimento da corrupção sistêmica há décadas bem como o Judiciário. A verdade é que nunca foi pra acabar com a corrupção como comprovam as gravações de Jucá e a delação da Odebrecht. Foi pra tirar Dilma, acabar com políticas sociais, entregar nossas riquezas, tentar salvar corruptos d…