Postagens

Mostrando postagens de 2016

Fora Temer!

Esse bordão ganhará em 2017 cada vez mais força e importância à medida que as delações da Odebrecht venham à tona, citando o próprio Michel Temer e gente graúda e muito próxima do Governo. Não dá para tapar o Sol com uma peneira, e menos ainda parar ou desviar uma frente fria. A coisa vem mesmo, o tempo muda, e nesses casos muda para pior, seja com fortes ventanias, chuvas de granizo, e quiça até neve! Nem urso aguenta, quanto mais raposa, tucano, gavião, e outros bichos rapineiros aos montes por ai. Não dá para enganar mais ninguém! Querer parar o trem ou abortar a decolagem é acidente na certa! Acorda, Brasil...

Crise Moral

É verdade que a crise moral solidifica a ruína dos partidos políticos. Quem se salva? Quase nenhum. Os principais partidos estão envolvidos na podridão. É certo que há esforço enorme de setores importantes da sociedade brasileira, que engloba o grande empresariado, a grande mídia e até, deploravelmente, o Ministério Público e o Judiciário, no sentido de deixar de fora ou passar uma ideia mais complacente de participação menor no mar de lama quando considerado partidos como o PSDB, e até, imagine só, o DEM. Isto também é nítido. Partidos estes que governam estados importantes da federação, como São Paulo, e que têm contado nas suas obras - grandes e vultuosas obras, como o metrô de SP -, tocadas pelas mesmas empreiteiras apontadas até em nível internacional como useiras e vezeiras nos esquemas de corrupção em obras públicas. Não se pode tratar o povo como idiota. Empreiteiras da corrupção só não corrompem tais diferenciados partidos, isto é demais.

FHC

Arrogância e presunção o alienaram. Autoritário, para ele o povo é moldura, corolário. Iniciou a onda de Reformar o Estado SEM JAMAIS CONSULTAR A POPULAÇÃO. Julga-se Deus, divindade em seu castelo vive interno. Lula somente se diferencia dele no preparo intelectual; por isso é que o Lula é culposo; ele, doloso. Tudo o que há de grave conturbando a vida do Estado brasileiro foi iniciado por ele. Principalmente o descontrole da corrupção; Desmoralização da Lei de Licitações e Contratos Públicos; criação das elogiadas PPP - Parcerias Público Privadas que uniu a fome com a vontade de comer; cooPTação financeira do Congresso; criação do MD - Ministério da Defesa por critérios políticos (medo) e não técnicos enclausurando as FFAA nos quarteis e iniciando com nomeações de civis de péssima recomendação para ministros; eternização dos Comandos Militares, etc, etc, etc. FHC, vivemos em mundos opostos!

Overdose de Chocolate

O Palácio do Planalto abriu uma licitação para comprar comida para abastecer o avião presidencial, que serve a Michel Temer e seus convidados durante um ano; o valor previsto para ser gasto, no total, é de R$ 1,75 milhão; chama a atenção o pedido relacionado a sorvetes; Temer pediu 500 potinhos do produto da marca americana Häagen-Dazs, cujo custo ficou em R$ 7,5 mil; o maior gasto, no entanto, será com tortas de chocolate; foi pedida uma tonelada e meia de torta, ao custo total de R$ 96 mil. DIABETES À VISTA, E OVERDOSE DE CHOCOLATE!

Atualização

O Palácio do Planalto decidiu cancelar nesta terça-feira cancelar a licitação no valor de R$ 1,75 milhão para compra de lanches e refeições para o avião de Michel Temer; anúncio foi feito pouco depois de se tornar pública a informação sobre a compra de sorvetes, sucos, pães sem glúten e outros acepipes. QUE PENA, ADEUS OVERDOSE DE CHOCOLATE!

Reajuste

O índice da inflação só serve para reajuste de salário do trabalhador e nada mais... Nosso poder de compra está cada vez pior e isso vai levar à um consumo menor e consequentemente à quebradeira de empresas, demissões e etc... Óbvio, o caos está cada vez mais próximo!

Flexibilização da CLT

Abusando da inteligência dos brasileiros, Temer definiu sua proposta de reforma trabalhista como "um belíssimo presente de Natal". Para os empregadores, certamente. Para os trabalhadores, um presente de grego". Na medida em que o negociado  prevalecerá sobre o legislado, as categorias mais fracas, aceitarão dos patrões a imposição de condições de trabalho massacrantes, com jornadas de trabalho que poderão chegar a 12 horas diárias. Um presente que permite aos patrões, em tempo de desemprego elevado, impor condições com ameaças de demissões. Será simples. A cada renovação do acordo coletivo de categorias mais organizadas, eles baterão na mesa. Ou aceitam ou muita gente irá para a rua. Já com as categorias desorganizadas e dispersas, será simples como tomar doce de criança. Bastará ao patrão dizer, na hora de contratar: é pegar ou largar! Quem está sem salário aceitará qualquer coisa.

Reajuste de até 40% para defensores

É um acinte e mostra como há uma casta alheia à miséria do povo e ao estado das contas públicas. Discutimos cortar gastos vitais na saúde e na educação, nas pequenas aposentadorias dos trabalhadores da iniciativa privada e alguém recebe 40% de aumento? Essa gente pirou, se dá conta do perigo que isso representa? Não têm um mínimo de decência, de bom senso... Realmente, talvez estejamos perto de uma Bastilha tropical!

PEC do Teto

Falamos muitos dos erros da Dilma, mas depois que os fatos viram história é muito mais fácil ver qual alternativa era melhor. Hoje muita gente da imprensa apoia esta PEC do teto, vamos ver quando ela se tornar história, o que dirão estas mesmas pessoas. Determinar por decreto o que se pode gastar, por si só já demonstra a incapacidade de quem administra o orçamento. Uma empresa quando faz o seu orçamento, geralmente ela se baliza pela inflação, mas permite que haja espaço para outras despesas desde que justificadas e que estejam atreladas ao crescimento da empresa ou a sua própria existência. Acredito que uma gestão eficiente, pautada na austeridade, onde fosse combatido os desperdícios, os privilégios, a corrupção, a sonegação, as acomodações suntuosas, seria muito mais eficiente que simplesmente congelar despesas.

Vitória de Trump

A vitória de Trump é produto de toda a desilusão que a sociedade ocidental tem com o modelo político e econômico atual, marcado pela globalização, livre mercado e principalmente pela orientação em favorecimento às grandes instituições do mercado financeiro. A promessa de crescimento econômico trazendo consigo bem estar e satisfação, se esfacelou nos últimos anos, com o 1% mais rico do mundo concentrando mais riqueza que os 50% mais pobre, com um crescente nível de desemprego e enfraquecimento dos direitos sociais. A política agressiva patrocinada pelo mercado financeiro está abrindo espaço para que radicais se infiltrem na política e patrocinem a intolerância e o ódio. Já vimos isto antes, logo a após a crise de 29, e que cominou na pior guerra de todos os tempos. Fiquemos atentos e lembremos que no Brasil, também está ocorrendo coisas que deveriam estar mortas e enterradas, como prisão de artistas em cena e perseguição a estudantes e suas organizações.

Voto Facultativo

Essa é uma questão que eu achava já estar superada. O cidadão deve sim ter o direito de não participar, e ponto final. Mas, mais que isso, o nosso sistema eleitoral IGNORA a vontade dos que discordam das opções oferecidas, ao simplesmente descartar brancos e nulos. Haver um sistema que transforme o voto nulo em uma ferramenta real da cidadania é a diferença entre uma democracia verdadeira e uma de fachada.